As Crónicas do Concurso de Ganadarias, 24 de Junho de 2012

quinta-feira, 28 de junho de 2012


Feira de São João 2012 - Concurso de Ganadarias Dia 24 de Junho de 2012


Ganadarias:
2 toiros da Casa Agrícola José Albino Fernades,
2 toiros de Rego Botelho,
2 toiros de João Gaspar


Cavaleiros:
João Salgueiro
João Teles Jr.
Rui Lopes


Forcados:
Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense
Amadores do Ramo Grande


Prémios:
Melhor Toiro - nº 292, o Radioso, da Casa Agrícola José Albino Fernandes
Melhor Apresentação - nº 131, o Civilizado de João Gaspar
Melhor Lide a Cavalo - João Salgueiro na lide ao seu primeiro toiro
Melhor Pega - Décio Dias da Tertúlia Tauromáquica Terceirense ao quarto toiro


Comentários sobre esta tarde de toiros:


Duarte Bettencourt - Terceira Taurina


"Tarde de João Salgueiro na abertura da Feira de São João. Na primeira actuação da temporada o de Valada do Ribatejo esteve soberbo, desde a brega e colocação do astado à cravagem com verdade e ao estribo, rematando as sortes como mandam as regras. Na sua segunda actuação repete o êxito da primeira confirmando que está recuperado da lesão que o afastou do início de temporada e que está mais do que preparado e motivado para o resto da temporada. Foi bonito de ver o João Salgueiro evoluindo na arena terceirense com os seus melhores cavalos, foram eles a Nátia, o Mon-Cheri, o Chapoulin e o Zamorino. Sem contestação, justo vencedor do prémio da melhor lide.

Da Torrinha veio o jovem cavaleiro João Telles Jr. que numa tarde gris pouco pode fazer com o lote que lhe coube em sorte. Alguns momentos de bom toureio polvilharam as suas actuações. Nota positiva para a quadra de cavalos que trouxe até à Ilha de Jesus Cristo. Espero eu e esperam muitos dos aficionados terceirenses, que hoje tenha mais sorte com o seu lote.

Rui Lopes em dia de aniversário da sua alternativa e com um lote de toiros sem tempero, apontou momentos de bom toureio chegando bem ao público na lide do seu segundo toiro.

Êxito do grupo da Tertúlia com duas pegas ao primeiro intento por intermédio de Jorge Santos e Décio Dias e uma rija pega proporcionada por José Vicente à segunda tentativa. Prémio atríbuido a Décio Dias mas podia bem ter sido entregue a Jorge Santos num desempenho eficaz e de grande técnica.  

A fava saiu aos Amadores do Ramo Grande com uma tarde dura e de dificuldade, pegaram à terceira tentativa Miguel e Manuel Pires e à segunda o seu primo César Pires.

O curro apresentado por três ganadarias terceirenses estava irrepreensível em apresentação, batendo o recorde de média de peso na praça de toiros Ilha Terceira, mas o que sobrava em apresentação escasseava em bravura, com excepção do toiro número 292 da ganadaria Casa Agrícola José Albino Fernandes, primeiro toiro da corrida e merecido vencedor do prémio bravura, o prémio apresentação ficou no toiro número 131 da ganadaria de João Gaspar."



Toureio.com

"Foi com praça cheia, que se iniciaram as corridas das Sanjoaninas 2012, onde se lidaram touros das ganadarias Albino Fernandes, Rego Botelho e João Gaspar ( antigo ferro Toste), que  trouxeram à praça de Angra do Heroísmo uma corrida séria, rematada, com idade e digna . Diverso foi porém o seu comportamento, com um exemplar de Albino Fernandes, o primeiro, a destacar-se claramente dos demais, pela suavidade, recorrido, fixação e nobreza de investidas, ganhando com todo o mérito o prémio de bravura. Para João Gaspar e para o toro Civilizado, foi o prémio de apresentação, que não assentaria mal também ao galardoado com o de bravura.Todos os restantes tiveram matizes, mas mansearam mais do que o esperado.
João Salgueiro, que esta temporada vestiu a casaca pela primeira vez, esteve em plano de triunfo nas duas lides, ainda que a primeira tenha sobressaído mais, pelo seu rigor, tanto na preparação das sortes como nos actos de cravar e rematar as sortes.
João Telles, esteve desafortunado com o lote, mas também aqui e ali algo desconcentrado, especialmente com o seu primeiro, depois de as suas montadas terem resvalado para uma queda eminente. No quinto superou as inconveniências e acabou em bom plano.
Rui Lopes, que precisamente há um ano tomou aqui a alternativa, revelou boa margem de progressão e com o apoio dos seus conterrâneos alcançou bons momentos. Deixou excelente ambiente.
No capítulo das pegas, foram mais afortunados os da Tertúlia Tauromáquica da Terceira, com duas pegas ao primeiro intento e outra bisada.
O trofeu para a melhor pega coube a Décio Dias, deste agrupamento.
Os do Ramo Grande, fizeram várias tentativas para consumar e algumas não resultaram por culpa própria."



Paco Aguado - Burladero.com


"El veterano cavaleiro Joao Salgueiro tuvo una tarde redonda en el primer festejo de las Sanjoaninas, una corrida de rejones concurso de ganaderíasen la que compitieron las mejores divisas azoreñas. A Salgueiro lecorrespondieron los dos mejores toros de la tarde pero en todo momento él contribuyó con su maestría a que ambos dieran mejor juego si cabe.
Aunque esta de Angra do Heroismo era su primera actuación de la temporada 2012, el jinete de Valada do Ribatejo dio todo un recital de lidia ecuestre, tanto por su acierto y su temple en la preparación de las suertescomo por la frontalidad, la pausa y el ajuste con que entró a clavarrejones y farpas.
Su primero, que ganó el premio al toro más bravo del concurso, fue unbonito ejemplar de José Albino Fernandes, de origen Gamero-Cívico, que tuvo prontitud y alegría en sus francas embestidas. Salgueiro aprovechó talesvirtudes en un gran tercio de banderillas con el castaño Zamorino.
El cuarto, un murube de Joao Gaspar galardonado por su buena presentación, sacó nobleza y buen son en una faena a más en la que elmaestro se recreó montando al tordo Chapulín.
Joao Telles hijo se las vio con dos ejemplares que desarrollaron complicaciones: sin emplearse y con cierto sentido el de Rego Botelho y rajado y reservón el de Albino Fernandes. El jinete de dinastía tiró deoficio para resolver con ambos en dos labores estimables, pero sólo con elquinto logró llegar al tendido.
Tampoco fueron fáciles, por reservones y parados, los toros del lote de Rui Lopes, pero el torero local puso voluntad, valor y decisión de cara aconseguir el triunfo. Manejando bien los terrenos, Lopes arriesgó en todo momento para llegarles muy cerca y clavarles banderillas con desigual acierto, aunque siempre haciendo prevalecer sus ganas de triunfo.
En el capítulo de forcados, los de la Tertulia Tauromáquica Terceirense se lucieron en sus tres intervenciones, destacando por su aguante laemocionante pega de Deçio Dias al tercer toro. Más problemas tuvieron los forcados de Ramo Grande ante los astados impares, que llegaron al tramo final parados o aquerenciados en tablas. Eso hizo que necesitaran de variosintentos para hacer las pegas definitivas, con un balance de numerosos contusionados entre sus filas.
Ficha del festejo:
Angra do Heroísmo, domingo 24 de junio. Primer festejo de la feria de Sao
Joao. Concurso de ganaderías. Lleno en los tendidos. Dos toros de José Albino Fernandes (1º, terciado, bravo y con clase; 5º,con volumen, rajado y reservón), dos de Rego Botelho (2º, bajo ycomplicado; 6º, basto y mansurrón) y dos de Joao Gaspar (3º, parado y a ladefensiva; y 4º, serio y armónico, noble y a más).
Joao Salgueiro (casaca tabaco y oro): vuelta al ruedo en ambos.
Joao Telles hijo (casaca azul pavo y oro): silencio y vuelta al ruedo.
Rui Lopes (casaca verde manzana y oro): vuelta y vuelta.
Actuaron en los toros impares los forcados de la Tertulia Tauromáquica Terceirense (dieron la vuelta al ruedo Jorge Santos, Deçio Dias y JoséVicente) y en los pares los del grupo de Ramo Grande (vuelta al ruedo de César Pires en el 4º).

Al final del festejo, el jurado concedió los siguientes premios en liza:

- Mejor lidia a caballo: Joao Salgueiro, por la realizada al primero de la
tarde.
- Mejor pega de forcado: Deçio Dias, por la del cuarto.
- Toro mejor presentado: Civilizado, nº 131, negro, de 500 kilos, de Joao Gaspar.
- Toro más bravo: Radioso, nº 292, castaño oscuro chorreado, de 500 kilos,de José Albino Fernandes."


 Ana Rita Linhan - Taurodromo.com


"Hoje, dia 24de Junho, deu inicio a primeira corrida das Festas Sanjoaninas 2012. Praça cheia no tauródromo da Ilha Terceira, estiveram em praça os cavaleiros João Salgueiro,  Joao Telles Jr. e o terceirense Rui Lopes.
As Ganadarias pertenciam  às divisas da Casa Agrícola José Albino Fernandes,  Rego Botelho e João Gaspar (antes Irmãos Toste).

Em disputa estavam os prémios de melhor lide, melhor pega, melhor apresentação e melhor toiro.

Abriu praça o cavaleiro João Salgueiro que se apresentava pela primeira vez esta temporada, devido à recuperação de uma lesão e por opção própria de iniciar a temporada mais tarde. Começou por lidar um bom toiro da ganadaria José Albino Fernandes de 500 kg, que viria a vencer o prémio bravura. O cavaleiro recebeu o toiro nos médios levando-o na garupa do cavalo. Nos curtos preparou bem as sortes colocando o primeiro ferro um pouco  descaído. No ferro a seguir emendou a mão com um bom ferro em “su sitio”. Salgueiro realizou uma lide empolgante ladeando na cara do touro pondo as bancadas em alvoroço, sendo esta brindada com o prémio da melhor lide. No seu segundo touro 500 kg da Ganadaria João Gaspar, recebendo-o bem e  compreendendo bem as suas características, realizou uma lide a seu estilo chegando facilmente às bancadas.

João Telles Jr. não teve uma passagem feliz pela primeira corrida das Sanjoaninas. Ao cavaleiro da Torrinha calhou-lhe os piores toiros do lote. Na sua primeira lide João Teles Jr. lidou um toiro da ganadaria Rego Botelho de 525 kg. Efectuou uma lide esforçada perante um touro manso passando por alguns momentos de apuros, sendo fortemente colhido junto ás tábuas sem consequências. Na sua segunda lide diante de um toiro de 580 kg da ganadaria José Albino Fernandes, Telles Jr. cumpriu nos compridos. Nos ferros curtos não teve matéria prima para triunfar, mas mesmo assim o cavaleiro tentou estar por cima do oponente com o publico terceirense a reconhecer o esforço do cavaleiro saindo sob fortes aplausos das bancadas. 

O cavaleiro terceirense Rui Lopes, lidou um toiro da ganadaria João Gaspar de 480 kg, rubricando uma lide regular, cravando de frente com ferros bem arrematados. No seu segundo touro de 580 kg da ganadaria Rego Botelho, teve por diante um oponente reservado que se fixava nos médios. O cavaleiro iniciou a ferragem curta com ferros ao píton ao contrario mas derivado às características do touro, passou em falso inúmeras vezes. Após trocar de montada, optou por ferros a abrir chegando com muita facilidade às bancadas terminando a lide com um ferro de palmo.

No capitulo das pegas, as mesmas estiveram a cargo dos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirence, bem como dos Amadores do Ramo Grande. 
Pegaram pelos Amadores da T. T. Terceirense Jorge Santos à primeira, Décio Dias à primeira, sendo a pega vencedora do prémio em disputa e José Vicente à segunda tentativa.
Os Amadores do Ramo Grande tiveram uma tarde muito dura. Pegaram Miguel Pires à terceira, César Pires à segunda e Manuel Pires à terceira.

No que concerne aos prémios que estavam em disputa os vencedores foram:

Melhor Lide – João Salgueiro;
Melhor Pega – Décio Dias no terceiro touro da tarde;
Melhor Apresentação – 4.º da ordem de João Gaspar;
Melhor Toiro – 1.º da ordem de José Albino Fernandes."

0 comentários:

Publicar um comentário