Resultado do Número de Touradas à Corda Publicado no Diário Insular

quarta-feira, 31 de outubro de 2012





Na edição do dia 31 de Outubro de 2012 do jornal Diário Insular, foi apresentado o resumo numérico das touradas à corda realizadas na ilha Terceira, feito pelo Sr. José Henrique Pimpão.
Segundo a investigação que este aficionado fez a Casa Agrícola José Albino Fernandes realizou um total de 53 corridas.

Terceira foi palco este ano de 241 touradas à corda


"A Terceira realizou este ano, entre 01 de maio e 15 de outubro, 241 touradas à corda, menos três do que em igual período de 2011.
Segundo o aficionado e investigador José Henrique Pimpão, o número de touradas à corda registado este ano demonstra que, "apesar da crise, continua-se a preferir a quantidade à qualidade e, pior do que isso, a realizar-se quatro, cinco, seis e até sete touradas por dia, a maioria das quais não tradicionais, sem qualidade, sem público, sem capinhas e que, no fundo, só beneficiam quem concede as licenças".

Por outro lado, acrescenta, "apesar da liberalização autorizada superiormente há dois anos, houve 58 dias alternados (dois meses) sem um único espetáculo".
De acordo com dados recolhidos por José Henrique Pimpão junto das Câmaras Municipais da Terceira e que DI irá divulgar em breve na totalidade, no concelho de Angra do Heroísmo foi registado um aumento do número de touradas à corda, que passaram de 138, em 2011, para 145, em 2012, enquanto no da Praia da Vitória houve um decréscimo de 106, em 2011, para 96, este ano.

Das 241 touradas realizadas este ano, 116 foram tradicionais (67 em Angra e 49 na Praia) e 125 não tradicionais (78 em Angra e 47 na Praia).
No concelho de Angra, São Mateus foi a freguesia que realizou mais touradas - 16, seguindo-se a Ribeirinha, com 15, a Conceição, com 13, e o Porto Judeu, com 11. No último lugar da tabela estão as Doze Ribeiras, com apenas uma tourada.

No concelho da Praia, a freguesia de Santa Cruz foi, à semelhança dos últimos anos, aquela onde decorreram mais touradas à corda, com 28 eventos, seguindo-se as Lajes, com 12, os Biscoitos, com 11, e as Fontinhas, com oito. O Cabo da Praia e as Quatro Ribeiras foram as freguesias com menos touradas, contando com quatro, cada uma.

AGOSTO COM 65 EVENTOS
Por outro lado, o mês de agosto foi aquele que contou com o maior número de touradas - 65. Julho surge em segundo lugar, com 47, e setembro em terceiro, com 42. Seguem-se junho, com 40, outubro, com 25, e maio, com 22.
Quanto às ganadarias, a de Humberto Filipe foi a que mais corridas deu este ano, contando com 59, no total. A Casa Agrícola José Albino Fernandes aparece em segundo lugar, com 53 corridas, e os Herdeiros de Ezequiel Rodrigues em terceiro, com 46. Na lista seguem-se Rego Botelho e Eliseu Gomes, com 21 e 18 corridas, respetivamente.

Nos últimos 17 anos, o ano de 2008 foi o que contou com o maior número de touradas à corda, tendo-se realizado 268 eventos. Ocupam as posições seguintes 2005 e 2006, com 261 e 262 touradas, respetivamente. "

Diário Insular

0 comentários:

Publicar um comentário